MISSÃO

Potencializar o desenvolvimento de crianças, adolescentes, jovens e famílias, por meio de tecnologias de educação complementar e ações de geração de renda e sustentabilidade para o alcance da equidade social.

VISÃO DE FUTURO 2021

Alcançar autossustentabilidade e ser reconhecido no Ceará pelo desenvolvimento e aplicação de tecnologias sociais no seu âmbito de atuação.

VALORES

  • Promover o empoderamento e protagonismo social;
  • Agir com honestidade e transparência;
  • Atuar com ética e respeito;
  • Desenvolver as atividades com compromisso e espírito de equipe;
  • Trabalhar com entusiasmo e dedicação;
  •  Fortalecer a solidariedade.

HISTÓRIA

Na década de 80, no município de Aurora, o sr. Elias dos Anjos, líder comunitário, solicitou ajuda de uma religiosa de Minas Gerais, para atenuar o quadro de miséria agravado pela seca no Ceará. O sr. Paul Lesafre, diretor da ONG francesa InterAide, informado da situação, visitou o município e voltou à França com projetos para cursos profissionalizantes, construção de barragens, agricultura e saúde. Em 1981, iniciou o desenvolvimento dos projetos.

Anos depois, em Fortaleza (bairros Pirambu, São Miguel e Lagamar) identificou-se a necessidade de ações de educação infantil, profissionalização e saúde. Foram apoiados pela InterAide projetos de creches, horta comunitária, agentes de saúde e cursos profissionalizantes.

Em 1985 foi constituído o Grupo de Apoio às Comunidades Carentes no Ceará; que evoluiu e implantou filial no Maranhão, hoje independente.
O Grupo de Apoio às Comunidades Carentes desenvolve ações de Educação para a Vida; Agroecologia; Geração de Renda; Desenvolvimento Comunitário. Efetiva parceria com associações locais, responsáveis pelo gerenciamento técnico-financeiro de projetos; assessora líderes e equipes para conduzirem o processo de desenvolvimento, com ampla experiência em projetos voltados às populações vulneráveis. Incluído no Anuário do Ceará, Fundação Demócrito Rocha/O Povo, como uma das 10 organizações que se destacam no número de beneficiados, impacto social, transparência e relevância do trabalho.

Em 34 anos, efetivou parcerias com ONGs francesas e belgas, Ministérios, Banco do Nordeste do Brasil, Petrobras, secretarias municipais; teve projetos premiados pelo Ashoka/Mackinsey, Itaú Fies, Criança Esperança, Itaú Unicef e certificados pela Fundação Banco do Brasil de Tecnologias Sociais. De Utilidade Pública Estadual, Lei 11.613 de 16/10/1989, possui filiação à Abong, registros nos órgãos locais: Fichário Central de Obras Sociais do Ceará, Conselho Municipal de Assistência Social, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. A equipe é composta de Pedagogos, Agrônomo, Assistentes Sociais, Terapeuta Ocupacional, profissionais de nível médio.

Municípios e comunidades em que atua:

• Fortaleza nos bairros, Jardim União, Antônio Bezerra, Mucuripe e Conjunto João Paulo II;
• Várzear Alegre
• Granja
• Parambú.

Municípios e comunidades que já trabalhou:

• Fortaleza: Lagamar, São Miguel, Lagoa do Coração, Água Fria, Conjunto João Paulo II, Tancredo Neves, Barroso e Genibaú;
• Tejuçuoca;
• Pentecoste;
• Milagres;
• Jaguaruana;
• Pereiro;
• Santa Quitéria;
• Aurora
• Mucuripe

LINHAS TEMÁTICAS

I – Educação para a vida:

Promover a melhoria das condições de vida, escolaridade, aprendizagem, sociabilidade e pleno desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens, contribuindo para a elaboração do projeto de vida, a diminuição da violência, o protagonismo juvenil e a promoção da cidadania. Projetos prioritários: ações socioeducativas; formação humana, projeto de vida e valores; apoio à primeira infância; incentivo à aprendizagem e à leitura.

II – Geração de renda:

Favorecer a qualificação profissional de jovens e adultos; promover inserção no mundo do trabalho e empreendedorismo; contribuir para geração e ampliação da renda familiar; favorecer a continuidade de projetos de vida no âmbito da profissionalização. Projetos prioritários: qualificação profissional; inserção no mundo do trabalho; empreendedorismo.

III – Agroecologia:

Desenvolver atividades agroecológicas; fomentar a agricultura familiar; capacitar e apoiar agricultores – jovens e adultos; realizar assistência técnica. Projetos prioritários: agricultura familiar; qualificação de agricultores; produção agroecológica; geração de renda, empreendedorismo rural; comercialização; assistência técnica.

IV – Desenvolvimento comunitário:

Fortalecer organizações comunitárias nos aspectos da gestão e da representação política. Projetos prioritários: formação comunitária; fortalecimento da representação política e apoio à organização administrativa e gestão institucional das entidades comunitárias e/ou outras OSCs.

PARTICIPAÇÃO POLÍTICA

 Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais;
 Rede de Desenvolvimento Territorial;
 Rede Estadual da Primeira Infância;
 Fórum de Direitos da Criança e do Adolescente;
 Fórum de Enfrentamento à Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes;
 Núcleo Estadual Nós Podemos Ceará – Objetivos do Desenvolvimento do Milênio;
 Rede Alianza Latinoamericana por El Desarrollo Integral de La Niñez (ALDIN).
 Rede Movendo Cidadania (RMC).

A Associação Grupo de Apoio às Comunidades Carentes integrou ainda:

 Fórum ONG Aids do Ceará;
 Rede pela Educação Profissionalizante – POMMAR/USAID – 1999 à 2001.

Participou de Campanhas e Movimentos:

 Campanha da Roupa Quase Nova / Prática Empresarial – 1999;
 Movimento Salva Vidas / Edisca – 2001;
 Campanha Sorriso Largo de Criança / Caixa Econômica.

 

Fechar Menu